quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Massa de Peixe

Mais uma receita da cozinha tradicional portuguesa que é “bem do meu agrado”!
É um prato com todas as qualidades, muito saboroso, prático, rápido e relativamente económico (pode fazer com o peixe que mais lhe agradar).
Bem ao gosto de todos, até dos mais esquisitos
Massa de peixe
Ingredientes: 
  • 1 cebola picada
  • 50g azeite
  • 2 dentes de alho
  • 1/2  pimento vermelho em pedaços
  • 1 lata pequena de tomate inteiro
  • 2 postas de cherne médias
  • 200g de miolo de camarão
  • 600ml de água
  • ½ chávena de vinho branco
  • 250g de cotovelinhos finos Napolitana
  • sal q.b
  • pimenta q.b.
  • coentros picados q.b.
Preparação: 
Numa panela, coloque o peixe e cubra com cerca de um litro de água. Junte o sal e leve ao lume. Deixe ferver 10 minutos e retire o peixe com uma escumadeira. Introduza os camarões no caldo da cozedura do peixe e deixe ferver.
Depois de cozido retire do tacho e limpe o peixe de peles e espinhas e coe o caldo com um passador.
Num tacho grande junte a cebola picada, o alho picado e o azeite. Deixe refogar.
Adicione a lata de tomate e o pimento e deixe cozer mais um pouco, depois com uma varinha mágica reduza tudo a puré. Junte a água de cozer o peixe e a pimenta, e deixe ferver. Adicione a massa e deixe cozer por 8 minutos, vá mexendo para não agarrar ao tacho. 
Retifique os temperos, se necessário.
Junte os camarões reservados, e envolva. 
Deixe cozinhar por mais uns minutos e sirva com coentros picados.
Bom apetite!

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Patas de Veado

O desafio mensal, Sweet World das queridas LiaSusana desta vez propõem-nos uma receita bem nacional, as famosas Patas de Veado!
Um bolo que facilmente nos transporta aos nossos tempos de infância e que bem reconhecemos das montras das pastelarias.
Confesso, que é bolo que nunca me atraiu, assim como tantos outros, mas como é a primeira receita nacional deste desafio, não quis deixar de as experimentar.
É um bolo que resulta de uma torta de massa de pão de ló recheada com doces de ovos, que depois é cortada em fatias diagonais e que são barradas com doce de ovos e finalizadas com côco ralado e um fio de canela. O seu nome deve-se à sua forma que se assemelha a uma pata de veado.
As minhas, estão longe de estarem perfeitas, mas ficaram bem saborosas e fofinhas.
Patas de Veado
Ingredientes: (4 patas)
Massa (Pão de ló)
  • 2 ovos
  • 65g de açúcar
  • 50g de farinha tipo 55 (sem fermento)
Recheio (Creme de ovos):
  • 150 gr de açúcar
  • 60ml de água
  • 4 gemas
  • 4g de amido de milho (Maizena)
  • 6g de manteiga
Cobertura:
  • côco q.b.
  • canela q.b.
Preparação:
Faça o creme de ovos com antecedência. Leve ao lume num tachinho a água e o açúcar, mexendo até o açúcar se dissolver completamente. Pare de mexer até atingir o ponto de pérola (107ºC). Retire do lume e deixe arrefecer uns 5-10 minutos.
Entretanto bata as gemas e misture o amido de milho, incorporando bem para não ganhar grumos. Junte as gemas em fio à calda já fria. Verta novamente a mistura no tacho e leve a lume brando até engrossar, mexendo sempre. Deixe ferver 1 a 2 minutos e retire do lume.
Junte a manteiga cortada em cubos pequenos e mexa até que derreta e se ligue completamente ao creme. Conserve no frio com película aderente colada à superfície do creme. Reserve até usar.
Para o pão de ló, pré-aquecer o forno a 180ºC. Unte um tabuleiro de 25x18cm com manteiga e forre com papel vegetal também untado. Reserve.
Bata os ovos com o açúcar durante 5 minutos até ficar um preparado fofo. Peneire a farinha e adicione delicadamente aos ovos, em 3 vezes, envolvendo com uma espátula.
Verta na forma numa camada fina e leve ao forno cerca de 7-10 minutos até estar cozido.
Retire do forno e vire sobre um pano polvilhado com açúcar. Remova o papel vegetal e enrole de imediato em forma de torta, com o pano por dentro como se fosse o recheio, e deixe arrefecer assim.
Depois de fria, desenrole a torta do pano e espalhe uma camada de creme por toda a superfície, deixando 1-2 cm de margem para o creme não transbordar. Volte a enrolar, aconchegando bem. Corte em 2 partes iguais e volte a cortar cada parte ao meio, mas na diagonal.
Com cuidado, barre as laterais e o topo com creme de ovo. Passe as laterais em côco ralado e no topo trace um risco de canela. Conserve no frigorífico.

Receita do livro “Uma pastelaria em casa”, da La Dolce Rita
Deliciem-se!

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Bolachas Linzer com Geleia de Romã

Hoje é dia de festejar o Amor!
Para demonstrar este amor de quase treze anos, neste dia de S. Valentim, resolvi mimar a minha cara metade com umas deliciosas bolachinhas Linzer recheadas com geleia de romã.
O amor é sem duvida um sentimento muito forte, que em muitas ocasiões nos faz transbordar de alegria, e que nos faz dar o melhor de nós em cada gesto... em cada palavra ... e em cada ação.
Por isso aproveitem a ideia, e aproveitem também para namorar um pouco mais com quem vos faz feliz.
Bolachas Linzer com geleia de romã
 
Massa areada:  

  • 100g de manteiga
  • 1 pitada de sal fino
  • 100g de açúcar em pó
  • 15g de amêndoa moída
  • 1 c. (café) de extrato de baunilha  
  • 1 ovo M
  • 240g de farinha
  • açúcar em pó q.b. para polvilhar
  • 4 colheres de sopa de geleia de romã
Preparação: 
Coloque a farinha peneirada numa taça com o açúcar, a amêndoa moída e no centro coloque a manteiga amolecida. Misture tudo muito bem com as pontas dos dedos. 
Adicione o sal, a baunilha, o ovo e amasse com as mãos até conseguir formar uma bola. Envolva em película aderente e reserve umas horas no frigorífico (para ficar bem fria).
Estenda a massa e com um cortador (neste caso usei corações), forme bases e topos com buraco e coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 10 minutos. Deixe arrefecer numa grelha. Polvilhe os topos com açúcar em pó. Recheie com a geleia ou com um doce e seu gosto.
Feliz Dia dos Namorados!!

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Bundt de Figo Seco

O sábado finalmente chegou, e como tal é dia de fazer um bolinho!
O bolo de hoje é perfeito para esta estação do ano, um pouco por culpa do seu ingrediente principal. 
Este bolo de figos secos é um bolo denso, macio e incrivelmente saboroso! 
É sem dúvida um bolo excelente para saborear nestes dias frios, acompanhado de uma boa chávena de chá.
 
Bundt de Figo Seco
Ingredientes: 
  • 4 ovos
  • 160g açúcar
  • 160g farinha
  • 140g manteiga
  • 140g figos secos picados
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 1 c. chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • ½ chávena de amêndoas picadas
Preparação: 
Pré-aquecer o forno a 180ºC. Unte e enfarinhe uma forma de chaminé grande (cerca de 25 cm de diâmetro).
Numa taça bata o açúcar com as gemas, misture a manteiga amolecida e, de seguida, os figos e as amêndoas picadas.
Junte a farinha com o sal e o vinho do Porto (ou leite), alternadamente.
À parte, bate as claras em castelo e junte à massa, envolvendo levemente, sem bater demasiado.
Coloque a massa na forma e, se quiser, distribua por cima uma ou duas colheres de sopa de amêndoas laminadas.
Coloque o bolo no forno durante cerca de 40 minutos dependendo do forno, faça o teste do palito.

Receita do Blog Receitas da Avó Lita
Bom apetite!

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Wellington

Brrrr...O Inverno chegou de vez! 
E porque os pratos de forno nesta altura do ano parecem dar-nos aquele conforto e prazer que procuramos numa refeição, a receita de hoje é ideal para estes dias frios.
Wellington 
Ingredientes: 
  • 1 lombo de porco com cerca de 450 gramas
  • 2 colheres de sopa de mostarda 
  • 150g de bacon fatiado
  • 1 colher de sopa de molho de soja
  • sal e pimenta q.b
  • azeite q.b
  • 2 dentes de alho
  • 1 embalagem de massa folhada retangular
  • 1 ovo para pincelar
  • cogumelos frescos outros legumes para acompanhar
Preparação: 
Limpe o lombo de gorduras, tempere com sal, pimenta, o molho de soja e os dentes de alho esmagados. Regue com um fio generoso de azeite e massaje. Tape com película aderente e deixe repousar por cerca de meia hora.
Aqueça uma frigideira e coloque a carne e deixe corar, voltando, para que fique com uma cor dourada uniforme e selada. Retire para cima de uma grelha, pincele com a mostarda e deixe arrefecer completamente. 
Entretanto, ligue o forno nos 200ºC.
Abra a massa folhada e disponha, por cima, o bacon fatiado, deixando uma margem com cerca de 4 cm. Coloque no centro o lombo já frio e enrole, como se fosse um embrulho, mas mantendo a forma de cilindro.
Pincele com o ovo batido e, com alguma perícia, faça alguns cortes decorativos ajudando-se de uma faca bem afiada. Leve ao forno durante cerca de 25 minutos, até que fique dourado e a massa folhada esteja crocante. Retire do forno e deixe repousar durante 5 minutos.
Sirva o Wellington fatiado, acompanhado cogumelos salteados na frigideira onde selou a carne ou com os legumes que mais goste.

Receita do querido Chef Rui do Blog Faz e Come
Bom apetite!

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Bolo Chiffon de Chocolate

Bolo de chocolate sabe sempre bem, verdade?
Já experimentou o delicioso Bolo chiffon de chocolate?
Trata-se de um bolo muito leve e fofo, uma combinação entre o pão-de-ló e o famoso bolo esponja. Devido às claras em castelo acrescentadas à massa, este bolo tem uma textura macia e muito fofinha. 
Bolo chiffon de chocolate
Ingredientes: 
  • 1 e ½ chávenas de farinha de trigo
  • 1 e ½ colheres de sopa de Maizena
  • ¼ chávena de cacau puro em pó ou chocolate em pó
  • 1 chávena de açúcar
  • 1 colher de chá (bem cheia) de fermento em pó
  • 1 de colher de café de bicarbonato de sódio
  • 1 pitada de sal
  • 4 gemas à temperatura ambiente
  • 1/2 chávena de óleo
  • 3/4 de chávena de café fresco (sem açúcar) à temperatura ambiente (pode trocar por água quente, se preferir, mas o café realça o sabor do chocolate, sem ficar com gosto a café)
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 5 claras à temperatura ambiente
  • 5 gotas de sumo de limão
Calda: 
  • 2 colheres de sopa de manteiga c/sal (mal cheias)
  • 10 colheres de sopa de leite gordo
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 4 colheres de sopa de chocolate em pó Pantagruel
Leve ao lume os ingredientes e deixe ferver e engrossar. 
Se for usar como cobertura, coloque-a assim que tirar do lume sobre o bolo porque assim que começar a arrefecer engrossa e seca um pouco.

Preparação: 
Pré aqueça o forno a 165ºC.
Comece pelos ingredientes secos: numa taça grande peneire juntos a farinha, a maizena, o cacau, metade da medida do açúcar, o fermento em pó, o bicarbonato e o sal. Misture e peneire a mistura mais uma vez. Reserve.
Agora os ingredientes líquidos: na batedeira, em velocidade média baixa, bata as gemas, o óleo, o café [ou água] e o extrato de baunilha, até a mistura crescer. Desligue a batedeira. Faça uma cavidade no centro da mistura dos ingredientes secos e despeje ali a mistura dos líquidos. Misture com uma vara de arames até que fique homogéneo, vá raspando as laterais da taça. Reserve.
Faça o merengue, na taça da batedeira bem lavada, seca e sem nenhum resíduo de gordura, coloque as claras bata, em velocidade média baixa. Quando começar a levantar, adicione as gotas de limão e bata, em velocidade média, até formar picos macios. Sem desligar a batedeira, comece então a adicionar o restante açúcar, uma colherada de cada vez, até que o merengue fique branco, liso e brilhante, formando picos firmes.
Com uma espátula adicione 1/3 do merengue à massa reservada e misture, sem bater, fazendo movimentos circulares delicados de baixo para cima, para incorporar, mas sem perder o ar do merengue.
Adicione mais 1/3 e continue misturando com cuidado, não esquecendo de raspar as laterais.
Por fim, adicione o restante do merengue e incorpore da mesma forma. Passe a mistura para a forma, untada e enfarinhada. Corra uma faquinha ou espátula pequena por dentro da massa na forma, para desfazer quaisquer bolhas de ar.
Leve o bolo ao forno por 50 minutos. O bolo estará pronto quando um palito de inserido na massa saia limpo e seco. Cuidado para não cozer demais. Deixe o bolo arrefecer um pouco no forno (com a porta ligeiramente aberta) para não haver um choque térmico.
Retire o bolo do forno e vire a forma imediatamente sobre uma rede em cima de uma taça, apoiando a chaminé da forma virada de boca para baixo (o objetivo é que o bolo arrefeça de forma ventilada). Deixe o bolo arrefecer assim durante 30 minutos, assim não vai baixar enquanto arrefece.
Por fim faça a calda de chocolate e coloque imediatamente sobre o bolo. Deixe arrefecer. 

Receita adaptada do Blog A Cozinha Coletiva 
Bom apetite!

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Pataniscas de Bacalhau com Arroz de Tomate

Há dias em que nos apetece refeições diferentes e criativas. E noutros, só nos sabe bem um pratinho simples e tipicamente português, como as famosas pataniscas de bacalhau com arroz de tomate.
“Pratos Tradicionais Portugueses” é o tema da 57ª edição do grupo “Dia Um...Na Cozinha” ! ... e este é sem duvida um dos pratos que me apetecia hoje!
Pataniscas de bacalhau com Arroz de tomate

Ingredientes para 4 pessoas: 
  • 200g de bacalhau, cozido e desfiado
  • 3 ovos
  • 100g de farinha
  • sal e pimenta moída no momento
  • 1 cebola picada finamente
  • 1 ramo pequeno de salsa
  • 0,5dl de leite
  • 1dl de água de cozer o bacalhau
  • óleo para fritar
Preparação: 
Deite a farinha numa taça, adicione o sal, a pimenta, os ovos, o leite e a água. Mexa muito bem com uma vara de arames até obter uma polme lisa.
Descasque e pique finamente a cebola. Adicione a cebola à polme.
Limpe o bacalhau de peles e espinhas. Desfie-o e junte-o á polme.
Pique a salsa. Adicione tudo á polme e mexa com uma colher de pau.
Se necessário retifique os temperos.
Coloque um pouco de óleo numa frigideira larga e leve ao lume. Quando o óleo estiver quente, deite a massa em colheradas e deixa fritar até a parte de baixo estar dourada, volte e deixe fritar do outro lado.
Escorra as pataniscas em papel absorvente.
Sirva de seguida, acompanhando com arroz de tomate e uma salada mista.

Para o Arroz: 
  • 1 cebola peq. picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 fio de azeite
  • 3 tomates maduros picados grosseiramente
  • 300g de arroz carolino
  • 7dl de água quente
  • sal q.b.
  • ¼ de pimento vermelho
  • 1 raminho de coentros
Refogue a cebola e o alho no azeite. Junte o tomate picado (reserve alguns pedaços) e deixe apurar um pouco, mexendo de vez em quando. Adicione o pimento e deixe cozer. Depois, triture tudo com a varinha magica.
Adicione o arroz e a água bem quente. Tempere com sal e adicione o restante tomate.
Misture e tape com uma tampa. Cozinhe em lume brando por 12-15 minutos, vá mexendo para não agarrar ao fundo do tacho (deve restar um pouco de líquido).
Polvilhe com os coentros previamente picados. Envolva e sirva de seguida.
Bom apetite!